António Braz foi empossado

25 de Outubro de 2017
Mmabraz 1 473 1000

"É com sentimento de dever e de serviço que tomo hoje posse aqui como Presidente da União de Freguesias de Gondomar (S. Cosme), Valbom e Jovim, na vossa presença, o que é um incentivo mais! Agradeço aos que confiaram e votaram no projeto que encabecei pelo Partido Socialista e tudo farei para ser digno deste compromisso", destacou, ontem à noite, Antonio Braz nas instalações da Universidade Sénior de Gondomar. "Orgulho-me de partilhar do mesmo projeto autárquico e, por isso, estar em sintonia com o Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins. A sua vitória maioritária é extremamente expressiva da vontade do povo de Gondomar e, em conjunto, tudo faremos para cumprir vários, mas em especial um, dos projetos com que nos comprometemos, no que toca à mobilidade: trazer o Metro do Dragão até S. Cosme!”, concluiu.

Tomaram também da palavra os representantes das forças políticas da União de Freguesias, nomeadamente Sara Santos, pelo Bloco de Esquerda, que agradeceu o contributo pela mudança de paradigma e o fim da governação social-democrata. Pela coligação partidária PPD/PSD.CDS-PP foram referidos os pilares do Cristianismo em defesa do povo de Gondomar, como o valor da vida, que é dado de graça, mas também a Democracia, que exige o acordo entre todos e, portanto, deve ser desfrutada. Já o Presidente cessante, Antonio Macedo, referiu que era um orgulho pessoal e de toda a equipa que o acompanhou, a forma organizada, a todos os níveis, em que deixava a junta e as suas contas, que ficam então como o seu legado para o Executivo agora empossado. Já o PCP/PEV, através de António Valpaços, acrescentou que ninguém consegue resolver tudo apenas por haver mudança de mandato, nem os vencedores nem a oposição, mas que os eleitores não se iriam arrepender do empenho com que os eleitos entrariam neste novo ciclo. E, por fim, João Barbosa, pelo Movimento Valentim Loureiro Coração de Ouro, findou o período de intervenções, questionando a legitimidade das eleições autárquicas, à luz dos ideais por que batalhou no 25 de Abril de 1974.

Tomaram posse para o mandato de 2017/2021, pelo Partido Socialista, António Braz (Presidente da União de Freguesias), Henrique Cardoso, Carlota Teixeira, José Sá, Isaura Nogueira, Felisberto Almeida e Ana Fonseca, que completam o Executivo, Carla Ferreira, Tânia Fernandes e Daniel Monteiro (que perfazem a Mesa da Assembleia), e ainda Defensor Sousa, Conceição Silva, Manuel Fernandes, Vítor Castro e Lurdes Pinto. Pela coligação PPD/PSD.CDS-PP, foram empossados António Macedo, José Oliveira, Ana Oliveira, João Pinto, Pedro Silva e Cláudia Sousa; pelo Movimento Valentim Loureiro Coração de Ouro, João Barbosa, José Santos, Albertina Ferreira e Jorge Ferreira, cuja ausência justificada o levará a tomar posse na próxima assembleia ordinária; pelo PCP-PEV foram empossados António Magalhães e Albino Silva; e, por fim, pelo Bloco de Esquerda, Sara Santos.

Hoje
Hoje
Mín C
Máx C
Amanhã
Amanhã
Mín C
Máx C
Depois
Depois
Mín C
Máx C