Biblioteca Municipal de Gondomar “Camilo de Oliveira”

27 de Setembro de 2017
Ultima 1 473 1000

A Câmara Municipal de Gondomar deliberou, hoje, por unanimidade, atribuir à Biblioteca Municipal de Gondomar a designação Biblioteca Municipal de Gondomar “Camilo de Oliveira”. Figura ímpar no Concelho de Gondomar, Camilo Martins de Oliveira “foi padre, revolucionário, professor, jornalista e erudito”, nasceu em S. Cosme de Gondomar, em 1874.

Na última reunião do atual mandato, a proposta aprovada pelo Executivo recorda que Camilo de Oliveira “concluiu o curso teológico no Seminário dos Carvalhos e exerceu o sacerdócio até ao momento em que verificou que o mesmo era incompatível com a sua veia ativista, neste caso contra a monarquia”. Escreveu para jornais como a “Aurora de Gondomar”, “A Nossa Terra”, “A Verdade”, “O Norte”, “O Tripeiro” e a “República Portuguesa”, entre muitos outros, onde expressava e defendia os seus ideais republicanos. Foi autor de uma obra pedagógica de referência, “Noções de Gramática”, com cinco edições entre 1928 e 1935, investigou e compilou em quatro volumes a “Monografia do Concelho de Gondomar”.

O nome de Camilo de Oliveira surge, pela primeira vez, associado à Biblioteca Municipal em 1977, através de uma deliberação da Câmara Municipal, então presidida por José Luís Araújo, em reunião extraordinária de 29 de novembro, que determinava a “criação da Biblioteca Municipal Camilo Martins de Oliveira”, instalada em Rio Tinto e que viria, mais tarde, a ser desativada.

Hoje
Hoje
Mín C
Máx C
Amanhã
Amanhã
Mín C
Máx C
Depois
Depois
Mín C
Máx C