Portal Institucional da Câmara Municipal de Gondomar

Associação para o Desenvolvimento de Gondomar quer ir “ao encontro das necessidades sentidas pelos gondomarenses”
publicado a 4 de julho de 2016

A atuação do poder local deve imperar pelo estabelecimento de articulações e sinergias com as várias instituições e entidades localizadas no seu território, tendo uma função facilitadora e parceira no estabelecimento dessas parcerias.

Neste contexto, a Câmara Municipal de Gondomar, no sentido de erigir uma sólida e marcada parceria com as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS’s), entende que os vínculos de proximidade se devem pautar pelo aprofundado conhecimento das dinâmicas das IPSS’s, suas motivações, constrangimentos, potencialidades e perspetivas futuras.

É neste contexto que a cada segunda-feira será publicada uma entrevista com os gestores/Presidentes de Direção das instituições sociais, com o intuito de se recolher informação relativa à perceção inerente às IPSS’s que dirigem.

JOSÉ MACEDO, PRESIDENTE DA DIREÇÃO DA ADSG-ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIAL DE GONDOMAR

No âmbito da área de atuação da Instituição que dirige, quais as principais motivações para a intervenção social no Município de Gondomar?
A Associação para o Desenvolvimento Social de Gondomar (ADSG), desde a sua constituição em 2008, tem trabalhado em prol da criação de respostas/equipamentos que vão ao encontro das necessidades e insuficiências sentidas pelos gondomarenses no que respeita a serviços sociais. Assim, as principais motivações para a intervenção social no Município de Gondomar são: apoiar o maior número de famílias carenciadas através da cozinha comunitária, promover o emprego de mulheres que se encontravam inscritas no Centro de Emprego como desempregadas de longa duração ou em situação de desfavorecimento face ao mercado de trabalho através da empresa de Inserção, proporcionar o bem-estar psicológico, social e educacional às do concelho de Gondomar através do centro Psicopedagógico ComUnidade, e ainda a criação da valência de apoio domiciliário para promover qualidade de vida dos seus associados e comunidade geral e combater a falta de respostas sociais para idosos existentes em Gondomar.

Contextualizando a intervenção da vossa Instituição a um nível concelhio e supraconcelhio, quais considera ser as principais potencialidades?
As principais potencialidades da ADSG são: o combate ao desemprego, o apoio aos idosos e crianças através de actividades de carácter social, cultural educativo e recreativo e ainda a ajuda a famílias carenciadas

Na sua opinião existem constrangimentos à intervenção da vossa Instituição? Se sim quais e a que níveis?
Existem alguns constrangimentos à intervenção da nossa instituição nomeadamente a falta de apoio por parte do Estado devido à atual conjuntura financeira do país .

Perspetivando a intervenção e a atuação da instituição a médio e longo prazo, quais são os vossos principais projetos? De que forma pretendem dinamizá-los?
Os principais projetos a médio e a longo prazo da ADSG são: continuar a aumentar o número de serviços de lavandaria, higiene e limpeza no domicílio de forma a aumentar o número de posto de trabalho e promover o emprego; apoiar a terceira idade através da criação da valência de apoio domiciliário e de actividades sociais, culturais e recreativas; implementar novos serviços, projetos e atividades que promovam a qualidade de vida dos associados e comunidade em geral; e promover parcerias com diferentes parceiros e continuar a trabalhar em rede.

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.