Portal Institucional da Câmara Municipal de Gondomar

Experiência-piloto de rastreio de saúde visual infantil em Gondomar
publicado a 6 de maio de 2016

Marco Martins, Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, congratulou-se pelo facto de Gondomar ter sido incluído no grupo de experiências-piloto de rastreio de saúde visual infantil que o Governo decidiu avançar em dois centros hospitalares e quatro agrupamentos de centros de saúde (ACES) da região Norte: ACES do Porto Ocidental, Porto Oriental, Gondomar, Maia e Valongo; e os Centros Hospitalares do Porto e São João. Os protocolos de cooperação foram assinados hoje à tarde, no Centro de Saúde de Rio Tinto.

O programa vai ser composto por rastreios de Norte a Sul do país, que serão divididos em duas fases, abrangendo toda a população infantil. Numa primeira fase, serão observadas todas as crianças no semestre em que completam dois anos. Já na segunda fase, haverá um segundo rastreio a cada criança quando tiver entre quatro e cinco anos.

Este segundo rastreio tem como função “detetar novos casos de crianças com ambliopia ou que podem vir a desenvolver, aferir a qualidade (sensibilidade do rastreio inicial aos dois anos) e compreender a evolução temporal dos erros refrativos na população portuguesa”, de acordo com o site do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

As crianças que tiverem um rastreio positivo serão referenciadas para uma consulta de oftalmologia no SNS, num centro capaz de diagnosticar e tratar a condição oftalmológica da criança, num período máximo de quatro semanas.

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.