Portal Institucional da Câmara Municipal de Gondomar

Início do processo participativo do Plano de Gestão do Parque das Serras do Porto
publicado a 22 de fevereiro de 2018

A Associação de Municípios Parque das Serras do Porto vai promover durante os próximos meses um amplo processo participativo com vista à elaboração do Plano de Gestão, que se pretende aberto a todos os atores e à comunidade local.

Começa amanhã à noite, às 20.45 horas, na Escola Básica da Azenha, em Campo, Valongo, a primeira fase deste processo participativo do Plano de Gestão do Parque das Serras do Porto. Após uma fase preparatória em que foram promovidos diversos estudos em temáticas relevantes para o território, como a floresta e a prevenção de incêndios, geologia e ouro, património biológico e património cultural, a Associação de Municípios Parque das Serras do Porto avança para um processo inovador a nível nacional, aberto à participação de todos.

O processo participativo do Plano de Gestão do Parque das Serras do Porto integra três fases distintas. Entre amanhã e o dia 23 de março, procurar-se-á estabelecer uma agenda comum que integre as visões sobre o território do Parque dos membros da comunidade, identifique os principais recursos e problemas, compreenda o cenário atual e gere novas ideias de utilização e valorização, dando início ao desenvolvimento de propostas e criando redes de atores em torno de interesses comuns.

Segue-se, de abril a junho, nova ronda participativa pelos três concelhos que dão corpo ao Parque das Serras do Porto, tendente à definição de uma ação comum, consolidando-se e aprofundando-se propostas por áreas temáticas e definindo-se ações experimentais a realizar em julho.

O processo, que terá a coordenação da arquiteta paisagista Teresa Andresen, estará concluído no final do ano, altura em que será possível estabelecer acordos de compromisso e parceria entre os diferentes atores do território, autarcas, associações, empresas, proprietários, etc..

O processo participativo do Plano de Gestão do Parque das Serras do Porto foi apresentado no passado dia 19, no Auditório Municipal de Gondomar, numa sessão de trabalho com técnicos e autarcas dos municípios de Gondomar, Paredes e Valongo a que assistiu Miguel João de Freitas, Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural.

Calendário

fase 1 | Uma Agenda Comum
23/02 – Diagnóstico e Visão - Escola Básica da Azenha, Campo-Valongo
09/03 – Necessidades e Recursos - Centro Escolar de Recarei, Paredes
23/03 – Propostas – Escola Básica do Passal em S. Pedro da Cova, Gondomar

fase 2 | Uma Ação Comum
20/04 – Propostas e Ações- Escola Básica da Azenha, Campo-Valongo
18/05 – Propostas e Debate com Especialistas - Centro Escolar de Recarei, Paredes
15/06 – Propostas e Planeamento de Ações Experimentais – Escola Básica do Passal em S. Pedro da Cova, Gondomar

fase 3 | Um Compromisso Comum
Em data a definir – Acordos de Compromisso e Parceria

O Parque das Serras do Porto é um projeto inovador e ambicioso que está a ser desenhado desde 2014 pela mão dos municípios de Valongo, Paredes e Gondomar, que partilham um território com cerca de 6.000 hectares que inclui as Serras de Santa Justa, Pias, Castiçal, Flores, Santa Iria e Banjas. Nesta área já classificada como Paisagem Protegida Regional, os visitantes podem desfrutar da imensa beleza cultural e paisagística de serras, vales e rios. Num território que já foi mar, podem descobrir-se as trilobites (animais marinhos muito mais antigos do que os dinossauros), minas de ouro subterrâneas com 2.000 anos (o maior complexo do género do Império Romano), aldeias pitorescas, plantas e animais raríssimos, entre outras maravilhas de um local que é também o “livro geológico” mais antigo de Portugal.

O Parque das Serras do Porto destaca-se na paisagem urbana da Área Metropolitana do Porto, sendo um importante ativo da região honrado com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Trata-se da primeira infraestrutura verde metropolitana que está a ser construída em Portugal, num território ímpar com imenso potencial recreativo, turístico, produtivo, mineiro e desportivo, gerador de mais-valias económicas para a população.

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.