Portal Institucional da Câmara Municipal de Gondomar

Marco Martins anuncia investimento de 1,5 milhões de euros em Fânzeres
publicado a 11 de maio de 2016

O Presidente do Município de Gondomar anunciou, no final da reunião pública da Câmara Municipal de hoje, investimento de perto de 1,5 milhões de euros na zona central da freguesia de Fânzeres. A remodelação do Pavilhão Gimnodesportivo de Fânzeres – a infra-estrutura desportiva mais importante do Concelho, logo a seguir ao Pavilhão Multiusos – e a requalificação do Largo Júlio Dinis, de que foram conhecidos hoje os primeiros esquissos, ditam um investimento total de 1,5 milhões de euros.

Detetados vários problemas no Pavilhão Gimnodesportivo – cobertura em fibrocimento, deficiente isolamento térmico e degradação exterior da fachada do edifício, por exemplo – o Município decidiu intervir no espaço em profundidade para remover a cobertura e substituí-la por outra mais adequada, introduzir medidas de harmonização na segurança, renovar os espaços interiores, melhorar a eficiência térmica da estrutura, renovar a fachada do pavilhão e adaptá-lo para as regras definidas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, além de avançar com novos acessos e arranjos exteriores.

O Pavilhão Gimnodesportivo de Fânzeres, que há 30 anos não beneficia de qualquer obra, foi alvo de um primeiro estudo de remodelação em 1985 e de um segundo em 2000/2001, mas nenhum se concretizou. Com a aproximação da Cidade Europeia do Desporto, em 2017, torna-se cada vez mais urgente a remodelação em causa. No final do verão deverão ser lançados os respetivos concursos.

Mantendo a construção existente e a sua ampliação num volume homogéneo, estabilizado e adaptado ao terreno, numa área bruta de 3562 metros quadrados, a intervenção programada prevê a realização de alterações na sua compartimentação interior, nomeadamente ao nível das instalações sanitárias, bem como a adequação e otimização de percursos interiores para fácil mobilidade dos utentes e a realização de entradas e saídas que possibilitem maior segurança.

Já no Largo Júlio Dinis o Município pretende reorganizar os espaços públicos, racionalizar o tráfego viário e devolver aos cidadãos um amplo espaço público de segurança que se encontra disperso (ao introduzir um parque infantil e um edifício de convívio), preservando o “Cruzeiro da Costa” construído em 1940. O projeto, com um custo estimado em mais de 650 mil euros, expõe uma remodelação que envolve uma nova estruturação urbana do existente, num local que abrange o Largo Júlio Dinis, e as ruas de São Tiago, da Alvarinha e do Valado, numa primeira fase, e Travessa de São Tomé, a considerar numa segunda fase.

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.