Câmara Municipal de Gondomar

Parque Urbano de Gondomar dá os primeiros passos
publicado a 20 de fevereiro de 2019

A Câmara Municipal de Gondomar deliberou, na reunião de hoje, aprovar o anteprojeto do Parque Urbano de Gondomar, espaço verde que vai nascer mesmo no centro de Gondomar e oferecerá a todos um espaço público de lazer qualificado já no segundo semestre de 2020.

A proposta, aprovada com três abstenções, do grupo “Valentim Loureiro Coração de Ouro” e do PSD, inclui o início do procedimento de expropriação por utilidade pública, mecanismo fundamental para possibilitar a devolução à população desta zona central de entrada no concelho. O espaço apresenta hoje um estado de conservação não condizente com os equipamentos que o rodeiam, nomeadamente, a Biblioteca Municipal de Gondomar Camilo de Oliveira, o Auditório Municipal de Gondomar, a Igreja Matriz e as escolas Básica e Secundária.

O Parque Urbano de Gondomar ocupará uma área superior a 14 mil m2 e contará com um circuito de manutenção, equipamentos para ginástica sénior, um parque infantil e ainda um anfiteatro. Estão também contempladas novas acessibilidades, nomeadamente à autoestrada e à futura linha de metro.

O projeto, com um custo total previsto de 4 milhões de euros, tem alocada uma verba de 2,8 milhões de euros para a expropriação dos terrenos. O arranque da obra está previsto para a primavera de 2020, estando a sua conclusão prevista para o segundo semestre desse mesmo ano.

Com este novo espaço, o Município eleva para nove o número de parques urbanos da rede concelhia, quatro dos quais na freguesia de São Cosme. A aposta nestes equipamentos verdes iniciou-se com o parque urbano de Rio Tinto, ao qual se juntará ainda este ano o de Fânzeres/São Cosme. A rede inclui também os parques de Ramalde (São Cosme), ribeira da Archeira (São Cosme e Valbom), São Pedro da Cova, Medas, nascente do rio Torto (Baguim do Monte) e Monte Crasto (São Cosme).

 

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.