Câmara Municipal de Gondomar

Portugal aposta no “fator casa”
publicado a 13 de junho de 2019

"Esperamos que o fator casa faça a diferença, pois sabemos que estamos numa competição de dificuldade máxima e frente a equipas tão rotinadas. Acredito que o apoio do público nos dê a energia para sermos capazes de nos transcender, porque temos de o fazer", disse Hugo Silva, selecionador português de voleibol, na antevisão da terceira jornada da Liga das Nações da modalidade, que se realiza no Multiusos de Gondomar.

Com apenas uma vitória [frente à Bulgária] nos seis jogos realizados nas duas rondas anteriores, na Argentina e na Rússia, o selecionador reconhece que houve "alguma ansiedade da equipa", mas também lembrou o nível de dificuldade da competição: “Não há seleções fracas nesta competição. Comparo esta prova a um Campeonato do Mundo ou a uns Jogos Olímpicos, onde só estão os melhores. Vamos neste fim de semana defrontar adversários que estão tranquilos, que sabem que não vão descer, e para nós será muito importante mantermo-nos neste patamar por mais três ou quatro anos para crescer", detalhou Hugo Silva.

Nesta terceira ronda da Liga das Nações, Portugal defronta sexta-feira, às 21 horas, a China, sábado (19) a Sérvia e domingo (18) o Brasil.

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.