Câmara Municipal de Gondomar

Seleção feminina perde mas sonho olímpico continua de pé
publicado a 23 de Janeiro de 2020

O Multiusos de Gondomar recebeu o jogo que podia carimbar uma presença histórica de Portugal nos Jogos Olímpicos. No entanto, a seleção feminina acabou por ser derrotada (3-1) pela Hungria e adiou o sonho da presença em Tóquio.

Portugal começou por perder o 1.º jogo, de pares, com a dupla formada por Jieni Shao e Luo Xue a ser derrotada por 3-1 por Maria Fazekas e Szandra Pergel.
Já na vertente individual, Fu Yu começou a vencer a mais cotada jogadora húngara, Dora Madarasz  e dispôs de alguma vantagem no 2.º set, mas acabou por ser derrotada por 1-3.

Apesar de Jieni Shao ter mantido acesa a esperança portuguesa, ao vencer Szandra Pergel no terceiro confronto (3-1), a verdade é que Xue Luo foi incapaz de dar sequência frente a Dara Madarasz. Numa partida equilibrada, a mesatenista portuguesa não conseguiu fechar o set quando estava a vencer por 2-1 e acabou por ser derrotada por 2-3.

A seleção feminina portuguesa joga agora frente à Holanda, no próximo sábado, a continuação do sonho olímpico.

Já na vertente masculina, em jogo das meias-finais, Portugal venceu a Ucrânia e ficou um passo mais próximo de Tóquio. Após o triunfo por 3-0, o conjunto lusitano, composto por João Monteiro, Tiago Apolónia e  Marcos Freitas, fica agora à espera do vencedor do jogo entre a Itália e a Bélgica, com o qual disputará a final e acesso direto aos Jogos Olímpicos de 2020.