Portal Institucional da Câmara Municipal de Gondomar

Um ano de gestão rigorosa
publicado a 23 de outubro de 2014

No dia em que se assinala a passagem do primeiro aniversário da tomada de posse do atual Executivo da Câmara Municipal de Gondomar, o Município apresenta-se, hoje, com imagem completamente diferente da anterior. É hoje um Concelho falado pela positiva, pela recuperação em curso de um atraso estrutural, pelas suas realizações e empreendedorismo.

Nestes 12 últimos meses, transitaram quatro processos em que a Autarquia foi condenada a pagar indemnizações no valor de quase sete milhões de euros. No mesmo período, e em simultâneo, foi possível amortizar 5,939 milhões de euros de capital e juros da dívida municipal.

Não obstante a diminuição da disponibilidade financeira há propostas e sobretudo resultados positivos concretos obtidos em variadíssimas áreas, desde logo com o rigoroso cumprimento de promessas feitas como a redução do IMI, o Orçamento Participativo e as reuniões públicas descentralizadas da Câmara Municipal. Atribuímos os Prémios Excelência de Mérito Escolar, estão a ser implantadas ciclovias e removidos os resíduos perigosos em S. Pedro da Cova. Estão a ser executados os programas Social + e + Família e foi graças à determinação do Executivo que foi possível renegociar com as Águas de Gondomar o contrato de reequilíbrio financeiro, permitindo uma redução do aumento de taxas previsto, além do alargamento da rede de saneamento ao alto concelho e a conclusão de obras nas outras ETAR’s.

Há uma aposta clara na atração ao Município de investidores nacionais e estrangeiros e a implementação da Loja Interativa de Turismo é apenas um exemplo. Daí que também se destaque a promoção de eventos como a D’Ouro Run, a Volta a Portugal em bicicleta ou a Noite Branca.

Um ano é pouco tempo, mas foi o necessário para o estabelecimento de um protocolo de colaboração com a Confraria de Santo Isidoro e Nossa Senhora da Lapa que irá permitir aos Gondomarenses voltarem a usufruir do seu “ex-libris”, décadas depois de lhes ter sido vedado o seu acesso.

Em jeito de balanço, fazer mais com menos dinheiro só se tornou possível graças a uma gestão rigorosa dos bens públicos, a que este Executivo se obrigou desde a sua tomada de posse.

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.