Portal Institucional da Câmara Municipal de Gondomar

Candidatura da Filigrana a Património Cultural Imaterial
publicado a 29 de outubro de 2018

Gondomar é um dos centros de produção de ourivesaria mais importantes do País, distinguindo-se como tal a partir do século XIX. O ofício do ouro foi passando de geração em geração, tendo-se destacado algumas famílias de ourives que continuam a prática desta atividade até aos dias de hoje, trabalhando manualmente e em contexto oficinal. O trabalho do ouro e em particular o da filigrana representam valores de identidade e da memória coletiva do concelho de Gondomar que urge preservar. Neste sentido, está em curso um projeto de investigação destinado à inscrição da Filigrana de Gondomar no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

No âmbito deste projeto, pretende-se igualmente criar uma base de dados, a partir dos bens de memória familiar, para que as origens e a história desta atividade fundamental do concelho sejam do conhecimento e acesso público, garantindo que o nome dos seus responsáveis se perpetue no tempo.

Para que tal seja possível a Câmara Municipal de Gondomar apela ao contributo de todos aqueles que estão ou possam ter estado em contacto com o trabalho do ouro, diretamente ou através de familiares. Serão essenciais os seguintes elementos:
- FOTOGRAFIAS individuais, de ourives e de enchedeiras; de ourives em grupo familiar ou de trabalho, assim como em/das oficinas;
- UTENSÍLIOS relacionados com a atividade, principalmente os antigos e já fora de uso;
- PEÇAS de filigrana produzidas em oficinas de Gondomar para que possam ser fotografadas: caravelas, barcos rabelos, flores, caixas, corações, palmitos, relicários ou quaisquer outras com aplicação ou integração de filigrana;
- DESENHOS e livros de “Defumos” e moldes destinados à reprodução de peças;
- Elementos de DIVULGAÇÃO relacionados com a história das oficinas, como por exemplo anúncios publicitários, cartões, livros de faturas, etc.
- MARCAS de ourives e respetivos registos.

As fotografias deverão ser acompanhadas com o nome(s) do(s) retratado(s) e a data aproximada da(s) mesma(s). Todos estes elementos serão digitalizados e/ou fotografados e devolvidos aos seus proprietários.

Estes materiais poderão ser entregues no Gabinete do Turismo – Gondomar GoldPark – ou recolhidos em casa dos próprios se assim o solicitarem, até ao dia 30 de novembro de 2018. Será fornecida, no ato da entrega, uma declaração com o registo de todos os materiais emprestados, indicando-se a data para o seu levantamento, que não deverá exceder os dez dias úteis.

Para esclarecimento de dúvidas ou pedido de visita a casas particulares ou oficinas disponibiliza-se os seguintes contactos: turismo@cm.gondomar.pt ou 224660500/932006341.

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.