Portal Institucional da Câmara Municipal de Gondomar

Memórias Habitadas

Sinopse

Escrever este livro, ao qual se poderia também chamar o livro dos afectos, foi como se eu tivesse empreendido uma aventura poética, mágica, artística eaté trágica. E como em todas as aventuras apetecíveis cujo fim não se prevê, proponho que ela seja partilhada, através das múltiplas experiências aqui vivenciadas, não só artísticas e nem sempre gratificantes, onde a afectividade acaba por pesar muito mais do que, qualquer pretensão de fazer crítica de arte. Apesar disso e parafraseando Fernando Pernes: ”A arte que temos é também a alma que somos.”

Tangencialmente a “Memórias Habitadas” há sempre um lado de fora da vida, ainda que, imaginado, onde nos poderemos colocar e assistir a um percurso imprevisível, simultaneamente como actores e espectadores da nossa própria existência. Daí, a oportunidade das palavras de Marcel Proust: “Para tornar a realidade suportável, todos temos de cultivar em nós certas loucuras.”

 

Fonte : Chiado Editora

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.