Portal Institucional da Câmara Municipal de Gondomar

Parque Urbano de Rio Tinto começa a ganhar forma
publicado a 23 de dezembro de 2015

A Câmara Municipal de Gondomar mantém-se empenhada na construção do Parque Urbano de Rio Tinto. Após a aprovação em junho passado de proposta para a aquisição de duas parcelas de terrenos para aquele fim, e por proposta da CDU, o Executivo solicitou uma nova avaliação a perito da lista oficial, que atribuiu um valor superior ao anterior para a referida aquisição, mantendo assim a proposta inicial que, ainda este ano, será discutida e votada em Assembleia Municipal.

Em causa está uma parcela de terreno com mais de 7500 metros quadrados ocupada pela Autarquia há mais de 20 anos com o entubamento do Rio Tinto e a construção de um arruamento sem que o proprietário tenha sido compensado pelo uso do imóvel, assim como a aquisição de uma outra parcela, numa área superior a 9 mil metros quadrados, que se quer como ponto de partida a um corredor verde a implantar ao longo das margens do Rio Tinto, que se pretende venha a proporcionar futuramente ligação ao Parque Oriental do Porto.

Farão parte do Parque Urbano de Rio Tinto os terrenos da antiga Feira (onde o Executivo anterior previa, em plano de pormenor, quatro torres de 11 pisos), com a área de 16 mil metros quadrados, o que conferirá ao parque uma área total de aproximadamente 25 mil metros quadrados.

Curiosamente, o Ministério do Ambiente anunciou, também hoje, a aprovação de financiamento a oito projetos de construção ou de melhoria de estações de tratamento de águas residuais, com um investimento total de 16 milhões de euros, oito milhões dos quais se destinam à construção do intercetor do Rio Tinto na ETAR do Meiral, projeto que permitirá em definitivo resolver o estado da massa de água do Rio Tinto (o pior curso da Área Metropolitana em qualidade) e cuja intervenção permitirá a ligação do futuro Parque Urbano das margens do Rio Tinto até a sua foz.

Ao visitar este website, está a consentir a utilização de cookies.